TRATAMENTO CRISTOCÊNTRICO

Apenas uma coisa “Deus viu que não era bom” na criação – “que o homem esteja só”. Mas essa não era apenas a percepção de Deus, Adão também sentia falta de um semelhante. Isso porque, Deus nos criou com várias necessidades, inclusive com a necessidade de gente. Fomos criados para a complementariedade, é através das relações humanas que nos completamos e desfrutamos de uma existência mais plena.

Mas além do envolvimento é preciso priorizar também o tratamento, para que assim as relações interpessoais cumpram os elevados propósitos da existência. Pensando na importância do tratamento, Paulo escreve aos Colossenses e lhes oferece um modelo revolucionário no trato às pessoas.

1 – Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai. Colossenses 3.17

Nesse texto Paulo afirma que como legítimos representantes de Jesus, devemos tratar as pessoas como se nós fossemos o próprio Jesus. Diante disso, eis a questão: COMO JESUS TRATAVA AS PESSOAS? Imagine Jesus hoje recebendo alguém em sua casa; imagine Jesus aconselhando alguém; Imagine Jesus e sua relação com os seus vizinhos; Imagine Jesus diante da necessidade de um amigo. Como ele agiria? Como ele trataria essas pessoas? Não posso pensar em tratamento melhor! É pensando nesse modelo de tratamento, que Paulo ordena que tratemos as pessoas como se fossemos Ele.

2 – Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor, e não para os homens… Colossenses 3.23

Se no verso 17 Paulo pede que tratemos as pessoas como se nós fossemos o próprio Jesus, aqui ele nos convida a tratar nosso próximo como se ele fosse o próprio Jesus. “Tudo o que fizerem, façam de todo o coração, como para o Senhor…”

O convite de ver Cristo na pessoa do próximo não um ensino exclusivamente Paulino, mas o próprio Jesus já havia ensinado esse modelo de tratamento no Sermão Profético, quando afirma: “o que vocês fizeram a algum dos meus menores irmãos, a mim o fizeram”. Mateus 25.40

Dessa forma, chegamos ao ápice do Tratamento Cristocêntrico, visto que Cristo está presente em ambas às pessoas, tanto naquela que oferece o tratamento, como naquela que é tratada.

Weslei Pinha


Deixe seu comentário