A INTOLERÂNCIA NOSSA DE CADA DIA

Já houve e ainda há intolerância entre católicos e protestantes; alemães e judeus; brancos e negros; ricos e pobres; cristãos e homossexuais; machistas e feministas; entre a política de direita e esquerda; ocidentais e orientais; índios e “brancos”; ateus e crentes; vascaínos e flamenguistas (kk).

Tenho apenas três décadas de vida, mas sei que a humanidade já viveu dias de maior intolerância. A Idade Média, Segunda Guerra Mundial, Comunismo ea Ditadura no Brasil, estão aí para comprovar. Mas confesso que tenho percebido em nosso país, um crescimento, uma maior manifestação de intolerância em todas as áreas da sociedade. A intolerância está entre nós desde o nosso “descobrimento”, há quem diga os índios. Mas, falo com base nesse meu tempo de vida, da minha percepção olhando da década de 90 até hoje. Assim, percebo que estou vivendo em um país, em uma sociedade bem menos tolerante.
Intolerância é a ausência de respeito e compreensão por aquele que pensa e agi de forma diferente. É também evidenciado por atitude odiosa, preconceituosa, discriminatória e agressiva. É a incapacidade de dialogar e conviver pacificamente com o diferente.

É exatamente isso que percebo no meu país!
As redes sociais e notícias dão conta da intolerância entre as diferentes preferências políticas, religiosas e sexuais. Agressões verbais e físicas, disseminação de ódio e mortes. HOJE MUITAS PESSOAS NÃO ESTÃO CONSEGUINDO DISCORDAR SEM ODIAR. Queremos mais do que nunca que as pessoas pensem e vivam como a gente, e se assim não for, uma raiz de amargura passa a se desenvolver na alma.

Não consigo entender como evangélicos que dizem amar Jesus e que são chamados a amar o próximo desenvolvem ódio e preconceito contra religiões afros e homossexuais!

Não consigo entender como algumas pessoas se põem a odiar e agredir umas as outras em nome de uma bandeira partidária!

Não consigo entender do porque de tanto ódio por alguém que não tem a mesma cor, poder econômico ou nacionalidade!

Não consigo entender como ainda persiste a violência entre torcedores de diferentes times de futebol!
Pode ser desafiador para algumas pessoas, mas é plenamente possível respeita e até amar aquele que pensa, crer e tem um estilo de vida e preferencias diferentes da minha. Por isso, mais do que nunca na história desse país, VIVA A TOLERÂNCIA!

Weslei Pinha


Deixe seu comentário