TERCEIRIZAÇÃO DA CULPA

Terceirizar no mercado de trabalho corresponde a transferência de um determinado serviço à outra empresa. É quando uma empresa do ramo de eucalipto, terceiriza ou transfere a outra empresa a responsabilidade de preparar a terra e efetuar o plantio em sua área. A terceirização pode gerar às empresas contratantes economia, eficiência e comodidade, por isso e muito mais a terceirização virou uma metodologia extremamente comum no Brasil e no mundo. Mas, o que antes era algo limitado ao mundo dos negócios, virou prática comum nas relações humanas. Hoje se terceiriza o cuidado dos pais aos asilos, a educação moral e religiosa dos filhos à escolas e Igrejas. Uma outra terceirização recente e ao mesmo tempo antiguíssima é a prática da terceirização da culpa. Que é a transferência dos meus erros e pecados à outras pessoas.

Quando afirmo que a terceirização é uma prática recente é porque nunca na história do mundo se responsabilizou tanto os outros pelos erros cometidos. Porém, quando digo que ela é ao mesmo tempo antiga, afirmo isso com base no relato bíblico do Gênesis cap.3. Nele Adão é “procurado” por Deus e questionado se havia comido do fruto proibido. Adão então pratica pela primeira vez a terceirização da culpa. Ao invés de reconhecer seu pecado ele aponta para sua esposa como responsável.

“A mulher que tu me deste por esposa, ela me deu do fruto e eu comi.” Se defende Adão.

Indo até a mulher, Deus pergunta: “Por que comeu do fruto que eu ordenei para dele não comer?” Seguindo o exemplo do marido, Eva também terceiriza seu erro. “A serpente me enganou.”

A invenção de Adão e Eva de terceirizar a culpa é um sucesso absoluto. Se fosse um gerador de renda e seus herdeiros patenteassem a ideia, seriam as pessoas mais ricas do mundo. Suas franquias estariam espalhadas por todos os países e cidades. Não faltariam acionistas e a bolsa de investimentos sempre estaria em alta. Isso porque as pessoas não gostam de assumir suas culpas e erros, elas as terceirizam. A culpa nunca é nossa, é sempre do governo, do sistema, dos meus pais que não me deixaram uma herança, da esposa que é muito ciumenta, do marido desprovido de romantismo, do patrão muito exigente, dos professores disciplinadores, dos amigos mesquinhos, dos pastores desatenciosos. Nunca a culpa é nossa, sempre há alguém para se culpar pela nossa falta de atitude, coragem, fidelidade, contentamento, comprometimento, disciplina, organização e proatividade.

É difícil, mas a rescisão o contrato com a terceirizada da culpa é a melhor opção na busca de nos tornarmos pessoas melhores. É no assumir publicamente a responsabilidade da culpa que damos inicio ao processo de mudança e de construção de um caráter e uma vida melhor. E com essa atitude que também melhoramos a relação com aqueles que estão a nossa volta. É com essa atitude que melhoramos nossa relação com Deus. O Deus que desejou ouvir de Adão e Eva, ao serem arguidos: “Vocês comeram do fruto proibido?” Ao que Adão e Eva deveriam responder: “Sim Senhor, nós comemos. Nós assumimos nossa culpa, pecado e desobediência. E imploramos o seu perdão.”

Essa é a vontade de Deus! Não terceirize, assuma!

Weslei Pinha


Deixe seu comentário